Como prefere entrar em contato?
Bem Vindo(a)

“Nós usamos publicação científica, não balela como vocês”, diz ex-diretor do Inpe a ministro do Meio Ambiente


Ricardo Galvão foi exonerado da diretoria do Inpe no último dia 2 de agosto(Foto: Reprodução/YouTube)

O encontro entre o ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Ricardo Galvão, e o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles foi marcado por troca de acusações na noite deste sábado, 10. Os dois participaram do programa Painel, da GloboNews, ocasião em que Galvão afirmou que o governo recorre a “balela”.

“Um programa de desenvolvimento sustentável tem que ser articulado entre a academia, empresas e governo. O que nós [do Inpe] usamos é publicação científica, ministro. Eu quando fui ver o que eles falam, eu fui ler trabalhos científicos. Não balela como vocês usam. Não coisa de jornalzinho, de Twitter”, disparou Galvão.

O debate na TV abordou temas como a preservação do meio ambiente e o agronegócio, além da recente crise no Inpe, que culminou na demissão de Galvão no último dia 2 de agosto. A polemica começou após o presidente Jair Bolsonaro criticar dados do Deter (Detecção do Desmatamento em Tempo Real), os quais indicam crescimento do desmate da Amazônia nos meses de junho e julho deste ano, em comparação ao mesmo período ano passado.

O ex-diretor também criticou a postura do presidente e afirmou que “qualquer dirigente de um país tem que entender que, quando se trata de questões científicas, não existe autoridade acima da soberania da ciência. Nem militar, nem política nem religiosa”.

O ministro Ricardo Salles, por sua vez, rabateu a declaração de Galvão e afirmou que “o problema é quando a ideologia está disfarçada dentro da ciência”. “O que nós vemos há muito tempo é a ciência se arrogando do direito de dizer isso ou aquilo”, disse Salles.

O ex-diretor do Inpe ainda aproveitou o mesmo bloco do programa para defender a si e ao Instituto. “O presidente da República chamou os dados do Inpe de mentirosos. Ele acusou todos os cientistas do Inpe de terem cometido crime de falsidade ideológica. Ele me acusa de estar a serviço de uma ONG internacional. Eu não sou uma criança, eu tenho uma respeitabilidade internacional enorme. O presidente da República me acusa. Não acha isso errado, ministro?”, questionou Galvão.

Salles alegou que Bolsonaro é “uma autoridade política que tem liberdades”

Leia Mais

Conte o que você achou disso!

DATE: ago 11, 2019
AUTHOR: admin
Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *