Como prefere entrar em contato?
Bem Vindo(a)

“Há indícios fortes de que Fernando Pimentel era sócio oculto”, diz PF

Em coletiva sobre a Operação Monograma, desdobramento da Acrônimo deflagrada hoje, o delegado da Polícia Federal Marinho Rezende reforçou que as investigações têm por objetivo comprovar o vínculo do petista Fernando Pimentel com empresas de consultoria que receberam 3 milhões de reais da OAS.

“Há indícios fortes de que ele era sócio oculto e tinha poder de mando nessas empresas.”

Segundo Rezende, “essas empresas prestavam serviços fictícios para legalizar dinheiro que vinha de forma ilícita, como caixa dois”.

Leia Mais

Conte o que você achou disso!

DATE: ago 12, 2019
AUTHOR: admin
Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *