Como prefere entrar em contato?
Bem Vindo(a)

LEAD 1-AMS lança guerra de lances na Osram, que voa no mercado de ações

(Atualizado com preço da ação, comentários do CEO da AMS)

VIENA, 12 Agosto (Reuters) – A AMS, um grupo austríaco de sensores ópticos, lançou uma guerra de lances em Osram Licht, dizendo que está pronta para pagar 38, 5 euros por ação do especialista em iluminação alemão, ou seja, 10% mais do que os fundos da Bain Capital e do Carlyle oferecem.

Como resultado deste anúncio, o título AMS caiu para 11 h 00 GMT de 9, 37%, mostrando o maior declínio em um índice de Stoxx 600 ligeiramente para baixo (-0, 29%) enquanto a ação Osram saltou ao contrário 10, 27%, assinando o segundo maior aumento em Stoxx 600.

Se a dívida da Osram for levada em conta, a proposta de licitação anunciada no domingo pela AMS, que busca reduzir sua dependência da Apple e que investe fortemente nas ciências automotivas autônomas aplicadas, avalia sua meta em 4,3 bilhões de euros contra um total de quatro bilhões colocados em carteira por Bain e Carlyle.

O Conselho Fiscal e a Comissão Executiva da Osram apoiaram a oferta no mês passado, a 35 euros por acção, de Bath e Carlyle, que vai até 5 de setembro.

No entanto, a AllianzGI, accionista predominante da Osram com uma participação de 9,3% e outro pequeno grupo de investidores, rejeitou a proposta do fundo na semana passada, dizendo que ela subestimou Osram.

A AMS ainda não apresentou formalmente uma oferta, aguardando a aprovação do grupo alemão. Um porta-voz deste último disse que a Osram tomou nota do anúncio da AMS. Bain e Carlyle se recusaram a comentar.

“A transação é convincente do ponto de vista estratégico, uma vez que (…) juntos teremos o primeiro portfólio de detecção óptica e fotônica da indústria”, disse Uma teleconferência com Alexander Everke, diretor administrativo da AMS.

O grupo austríaco já havia demonstrado o seu interesse pela Osram em julho, ao mesmo preço, e recuou alguns dias depois. Mas, no final do mês passado, a AMS mudou de idéia novamente para reconsiderar a conveniência de uma oferta pela Osram.

O grupo alemão, que fabrica chips, sistemas iluminação digital e sensores para a indústria automotiva, é uma fonte de inveja devido ao seu potencial como fornecedor de equipamentos para carros conectados e autônomos.

A AMS apresentou um financiamento de concretização da sua oferta Osram, incluindo uma facilidade de empréstimo-ponte de € 4,2 mil milhões subscrita pelo UBS e pelo HSBC.

Alguns analistas questionaram a adequação de uma aquisição da Osram, observando que a AMS teria que dividir ou vender o negócio de não-semicondutores do grupo alemão por coerência estratégica. (Kirsti Knolle e François Murphy em Viena, Alexander Hübner em Munique e Kanishka Singh em Bangalore, Benoit Van Overstraeten para o provedor francês, editado por Véronique Tison)

Leia Mas

Conte o que você achou disso!

DATE: ago 12, 2019
AUTHOR: admin
Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *