Como prefere entrar em contato?
Bem Vindo(a)

Monitor do PIB da FGV aponta alta de 0,3% em novembro ante outubro

Fonte http://noticias.r7.com/brasil/monitor-do-pib-da-fgv-aponta-alta-de-03-em-novembro-ante-outubro-21012020

<div class="media_box full-dimensions460x305">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/dinheiro-real-cedulas-inflacao-08082018085741009?dimensions=460×305&amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=460×305&amp;amp;crop=1200×796+0+0&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=460×305&amp;amp;crop=1200×796+0+0" title="Economia cresceu 0,3% em novembro, segundo FGV" alt="Economia cresceu 0,3% em novembro, segundo FGV" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Economia cresceu 0,3% em novembro, segundo FGV</span>
<span class="credit_box ">Agência Brasil</span>
</div>
</div>

<p>
O PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro cresceu 0,3% na passagem de outubro para novembro, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Ibre/FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas).</p>
<p>
Em outubro, o crescimento tinha sido de 0,1%. Na comparação com novembro de 2018, a economia cresceu 1,6% em novembro de 2019.</p>
<p>
"O resultado positivo da economia em novembro, em comparação a outubro, foi influenciado pelo consumo, tanto do mercado interno quanto do externo, com crescimento do consumo das famílias e das exportações", justificou Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV, em nota oficial.</p>
<p>
O Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), responsável pelo cálculo oficial das contas nacionais.</p>
<p>
<strong>Leia mais: <a href="https://noticias.r7.com/economia/decada-encerrada-em-2019-foi-a-pior-para-o-pib-brasileiro-desde-1900-13012020" target="_blank">Década encerrada em 2019 foi a pior para o PIB brasileiro desde 1900</a></strong></p>
<p>
"Destaca-se que o crescimento do consumo das famílias está sendo impulsionado pelo aumento do consumo de serviços. Com relação à FBCF (Formação Bruta de Capital Fixo, medida dos investimentos no PIB), a despeito do resultado positivo interanual, o resultado ajustado sazonalmente mostra, em novembro, a terceira queda consecutiva da taxa mensal do indicador. Este resultado é explicado, principalmente, pela retração de máquinas e equipamentos. Tais resultados continuam sinalizando que a recuperação da economia está mais ancorada na expansão do consumo do que dos investimentos", completou Claudio Considera.</p>
<p>
Em termos monetários, o PIB alcançou aproximadamente R$ 6,6 trilhões de janeiro a novembro de 2019, em valores correntes.</p>

Conte o que você achou disso!

DATE: jan 22, 2020
AUTHOR: admin
Ferramentas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *