Como prefere entrar em contato?
Bem Vindo(a)

BREAKING: Creditas estreia loja online com celulares Apple

Fonte https://forbes.com.br/sem-categoria/2020/02/breaking-creditas-estreia-loja-online-com-celulares-apple/

Reprodução
Primeiros produtos nas prateleiras virtuais da Creditas Store serão os celulares da Apple

A fintech Creditas está se preparando para fazer o lançamento oficial de sua loja online amanhã (5) e os primeiros produtos nas prateleiras virtuais serão os celulares da Apple.

A Creditas Store estará disponível para colaboradores CLT de empresas que possuem parceria com a oferta de crédito consignado privado da startup, e para empresas que fecharem parcerias futuras.

Para a compra dos celulares da Apple, disponíveis na plataforma da versão 8 até a 11, são oferecidas duas opções. Na primeira modalidade de financiamento, será possível comprar um iPhone em 24 parcelas.

Por exemplo, um iPhone 11 de 64GB – que na loja oficial da fabricante sai por R$ 4.999 – pode ser comprado na Creditas Store por 24 pagamentos de R$ 208,29 (a taxa de juros é de 1,16% ao mês), a serem descontados mensalmente na folha de pagamento do colaborador.

Na outra modalidade, usuários poderão comprar os celulares com a opção de upgrade, e um gasto mensal menor. No mesmo exemplo do iPhone 11 64GB, o consumidor poderá adquirir o aparelho por 24 pagamentos de R$ 145,80.

Depois de quitar todas as parcelas, o consumidor terá que devolver o aparelho em boas condições para receber um modelo novo e entrar num novo ciclo de financiamento através da plataforma da Creditas, também em 24 vezes.

Em sua loja oficial, a Apple parcela seus produtos em até 12 vezes no cartão de crédito, ou à vista, com 10% de desconto.

Segundo fontes próximas da empresa, a plataforma foi lançada internamente em dezembro para que os próprios funcionários pudessem testar a compra. O desenvolvimento da loja é conduzido por equipes no centro de desenvolvimento da fintech em Valencia, na Espanha.

O desenvolvimento da Creditas Store, que naquela época era chamada pela empresa de marketplace, foi antecipado pela FORBES em setembro de 2019.

Além dos celulares, a ideia da empresa é ofertar produtos e serviços que incluirão eletrônicos, eletrodomésticos de linha branca, produtos de educação, como graduações e programas de MBA no exterior, bem como viagens.

LEIA MAIS: Creditas prepara marketplace e lança oferta de reformas

****

Divulgação
Fernando Serec, CEO da TozziniFreire Advogados: “Nos posicionamos no ecossistema de forma proativa”

TozziniFreire evolui programa de inovação e conquista gigantes de tecnologia

Com uma carteira recheada de gigantes de tecnologia, o escritório de advocacia paulistano TozziniFreire avança com seu programa de inovação para atender às demandas externas e acelerar sua própria reinvenção.

Resultado da consolidação de iniciativas anteriores e oficializado há pouco mais de um ano, o programa ThinkFuture (TF) foi criado como resposta às novas oportunidades de negócio apresentadas pelas imperativas digitais do mercado, as mudanças no setor jurídico e a necessidade de fazer com que tecnologia, inovação e empreendedorismo se tornem elementos fundamentais da cultura da empresa.

O ecossistema de startups e Big Techs começou a tomar nota das iniciativas da TozziniFreire, que investe 12% de sua receita no programa de inovação. O portfólio de empresas de tecnologia, que responde por cerca de 25% da receita total do escritório, já conta com empresas como Facebook, WhatsApp, Uber, Nubank, Rappi e QuintoAndar e tem tido um crescimento consistente desde o início do programa.

Além de atrair mais negócios, o que o escritório descreve como o primeiro programa de inovação de um escritório de advocacia “full-service” brasileiro tem gerado outros resultados: as diversas atividades do TF incluem a organização ou participação em mais de 50 eventos nacionais e internacionais sobre temas que tratam da intersecção entre direito, tecnologia e inovação, eventos internos sobre temas como criptomoedas e blockchain, bem como workshops de Visual Law, abordagem que propõe uso de soluções gráficas para facilitar a compreensão de conteúdo jurídico.

“Sei que outros escritórios estão olhando para questões de inovação e tecnologia, mas não vejo programas tão bem estruturados [quanto o ThinkFuture]”, diz Fernando Serec, CEO da TozziniFreire. “Sempre buscamos ser um benchmark em questões digitais e agora nos posicionamos no ecossistema de forma proativa.”

Segundo o CEO, trazer as lideranças da área de RH e TI, bem como a coordenação do advogado especialista em tecnologia e inovação, Victor Cabral Fonseca, foi essencial para o sucesso do programa, que já envolveu de alguma forma todos os 500 advogados do grupo. “Minha participação como CEO também foi importante para mostrar a importância do programa para a sociedade e estimular o envolvimento de todos os advogados”, acrescenta.

A produção intelectual de artigos sobre inovação é outra área de foco do TF, com temas que incluem as implicações legais de carros autônomos e fake news. Nesse último, o escritório trabalhou com o Facebook na realização de workshops e elaboração de materiais sobre o assunto, com base em diversos debates envolvendo a Big Tech, o Tribunal Superior Eleitoral e advogados da TozziniFreire, que se tornaram experts no assunto.

Os eventos também abordam diversos ângulos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor em agosto deste ano e gera um volume de negócios significativo para o escritório. Segundo Serec, atividades relacionadas à LGPD geraram um aumento de 80% em receita no ano passado e a previsão de crescimento é de 60%-70% para este ano, com o surgimento de casos de contencioso relacionado a dados.

Divulgação
Victor Cabral Fonseca, coordenador do ThinkFuture

NUTRINDO O ECOSSISTEMA

Segundo Victor Fonseca, que coordena o TF, o programa conta com o apoio de atores do ecossistema como a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L) e da aceleradora Ace, e já realizou uma série de testes de tecnologias desenvolvidas por startups. Atualmente, existem quatro grandes projetos em andamento, que tem gerado benefícios para todos os envolvidos:

“A colaboração com os empreendedores e a atuação muito próxima da AB2L faz com que estes produtos cresçam de fato e se tornem importantes no dia a dia dos advogados brasileiros”, ressalta Fonseca, acrescentando que oferecer a possibilidade de testar produtos no escritório é “valiosíssimo” para startups.

“O que vemos atualmente é um grande número de [lawtechs e legaltechs] e a maioria ainda está com produtos em validação: ser relevante nesse momento é ser colaborativo, ajudar na validação desses produtos e na conversão de MVPs em produtos com relevância para os advogados, que são os clientes finais”, aponta.

Apesar de o TF ser um programa de inovação interna, o trabalho de conexão com parceiros como associações, entidades e aceleradoras é pensado para servir como uma via de mão dupla, diz Fonseca. “Dessa forma, conseguimos entender o que essas esferas querem e ensinar os nossos profissionais: ao mesmo tempo em que eles aprendem, esses advogados também geram valor para o ecossistema.”

Para este ano, a TozziniFreire pretende ampliar o escopo de suas iniciativas de fomento com ações que atendam seus clientes e os advogados da empresa. Fonseca espera que nos próximos meses, o programa esteja ainda mais disseminado no escritório e mais projetos sendo originados internamente.

“Quando penso no ThinkFuture em sua forma ideal, vejo o programa como um espaço dinâmico, onde advogados também trarão ideias e farão com que elas cresçam”, aponta. “Assim, cresceremos sem que o programa seja o originador, mas também o receptor e propagador dessas ideias.”

***
Divulgação

Solinftec recebe aporte da família Trajano

A Unbox Capital, empresa de investimento ancorada pela família Trajano, do Magazine Luiza, é o mais novo investidor da agrotech Solinftec, liderando uma rodada Série B de US$ 40 milhões. A empresa de Araçatuba (SP) desenvolve tecnologia que propõe otimizar processos agrícolas em tempo real, trazendo redução de custos, eficiência e produtividade. A plataforma de inteligência artificial da startup, ALICE, é alimentada diariamente com informações de 35 mil equipamentos agrícolas conectados e 120 mil usuários, que interagem com o sistema por meio de tablets, computadores e celulares.

Liderada por Rodrigo Iafelice dos Santos, a Solinftec passa por um momento de aceleração de crescimento e capitalização. Em janeiro deste ano, a empresa captou R$ 80 milhões em CRA – Certificado de Recebíveis do Agronegócio, em operação estruturada e liderada pelo Itaú BBA e Gaia Securitizadora. Os objetivos que a empresa pretende alcançar com a rodada recente da Unbox e com a operação do mês passado incluem o desenvolvimento de novos projetos e a expansão geográfica, ampliando a presença internacional da startup, que já tem escritórios nos Estados Unidos e Colômbia, e opera países como Peru, Nicarágua e Guatemala.

***
Divulgação

Flores Online prepara internacionalização e planeja aportes

O e-commerce de flores brasileiro Flores Online está avançando seus planos de expansão para outros países e planeja novos aportes 2020. A empresa, que relata ter atingido um crescimento em vendas de 30% em 2019 com faturamento de R$ 32 milhões, está se preparando para a internacionalização, com a tradução do site para diversos idiomas e localização do atendimento, bem como meios de pagamento.

A ideia é expandir o modelo de entrega via parcerias com floriculturas locais para outros países. “Isso nos permite romper as fronteiras geográficas assim como outros varejistas e plataformas de serviços, como Amazon, Aliexpress, Airbnb e Uber”, aponta o CEO da empresa, Luiz Torres. Entre as metas mencionadas pelo executivo para este ano, estão o reforço em investimentos nas áreas de tecnologia e logística, bem como marca e canais de vendas. “Temos suporte do [fundo de venture capital] X8 Investimentos, podendo capitalizar novos aportes para 2020″, pontua.

***
Divulgação

iFood traz ex-Kraft Heinz para liderar área de pessoas

O iFood fez Luis Gustavo Vitti, que liderava a área de pessoas e performance na gigante de alimentos Kraft Heinz, desistir da vida em Singapura e voltar para o Brasil, precisamente para Osasco (SP), onde fica a sede da empresa. É de lá que Vitti vai liderar a área de recursos humanos, sob o título de vice-presidente de people.

O novo executivo diz que a rápida expansão da foodtech, bem como a brasilidade da empresa, foram fatores determinantes na mudança de ares. “Os quatro elementos que me trouxeram para o iFood foram: propósito, cultura, tecnologia e origem brasileira. Totalmente fora da minha zona de conforto”, conta. “Agora, quero aprender e construir com uma empresa de tecnologia com crescimento exponencial.”

Vitti responderá diretamente a Fabrício Bloisi, CEO do iFood. Alguns dos desafios de Vitti na empresa, que emprega mais de 2.500 pessoas baseadas em Osasco, Jundiaí e Campinas, serão relacionados à atração e retenção de talentos, bem como cultura e a diversidade. Em entrevista recente à FORBES, Bloisi relatou a complexidade na comunicação interna entre a chefia e os funcionários à medida em que a empresa cresce, bem como a falta de negros e mulheres na liderança.

***
Getty Images

Cognizant lança programa de aprendizes para mulheres

A empresa de serviços de TI Cognizant lançou um programa de aprendizes focado em mulheres, com 40 vagas que podem levar a posições permanentes em cargos de tecnologia. A iniciativa tem o objetivo de “estimular, treinar e capacitar” mulheres que estão cursando ou terminaram o ensino médio a atuar na área de tecnologia da informação. A empresa quer que as jovens participantes do programa “se apaixonem por tecnologia” durante o programa de 18 meses, que terá uma jornada diária de seis horas, de segunda a sexta-feira. As selecionadas poderão trabalhar nas áreas de negócios digitais, suporte, operações e corporativa da empresa, com a possibilidade de efetivação.

Além de um salário, cujo valor não foi divulgado, a Cognizant vai oferecer vale-refeição, vale-transporte e convênio médico às jovens selecionadas. Mulheres entre 17 e 21 anos que estejam cursando o último ano do ensino médio ou já tenham concluído os estudos podem se inscrever até 21 de fevereiro. Além de noções básicas da suíte Office, vontade de aprender e comprometimento, a empresa não exige experiência anterior.

***

FGV participa de competição nos Estados Unidos

A Fundação Getulio Vargas é a única universidade latina a participar do Venture Capital Investment Competition, programa de educação empresarial desenvolvido e coordenado pela Kenan-Flagler Business School da Universidade da Carolina do Norte. Três alunos do curso de MBA em Private Equity, Venture Capital e Investimentos em Startups da FGV participarão da competição, que reúne 80 universidades, 1.500 alunos, 150 investidores e 100 empreendedores, no dia 7 de fevereiro. O projeto é apoiado pelos fundos brasileiros Ipanema Ventures e Turim Family Office.

Angelica Mari é jornalista especializada em inovação há 18 anos, com uma década de experiência em redações no Reino Unido e Estados Unidos. Colabora em inglês e português para publicações incluindo a FORBES (Estados Unidos e Brasil), BBC, The Guardian e outros.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

O post BREAKING: Creditas estreia loja online com celulares Apple apareceu primeiro em Forbes Brasil.

Conte o que você achou disso!

DATE: fev 4, 2020
AUTHOR: admin
Ferramentas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *