Como prefere entrar em contato?
Bem Vindo(a)

Demitidos do Museu Afro Brasil denunciam desmonte e pedem apoio em carta aberta

Fonte https://www.brasildefato.com.br/2020/05/22/demitidos-do-museu-afro-brasil-divulgam-carta-para-denunciar-desmonte-e-pedir-apoio

Trabalhadores demitidos do Museu Afro Brasil, equipamento mantido pelo governo estadual de São Paulo, divulgaram uma carta aberta à sociedade, nessa quarta-feira (20), na qual denunciam um desmonte na entidade e clamam pela defesa do patrimônio cultural afro-brasileiro.

De acordo com o manifesto, 23 dos 80 funcionários foram mandados embora como consequência de um decreto do governo de São Paulo, de 22 abril, que cortou 14% (68 milhões) do dinheiro repassado às organizações sociais que gerenciam a cultura no estado, na esteira da crise decorrente da pandemia de covid-19.

Ainda conforme os trabalhadores, nenhuma organização demitiu tanto quanto o órgão gestor do Museu Afro Brasil. Nenhuma proposta sobre redução de salário, de carga horária ou de suspensão de contrato foi feita aos dispensados, alegam eles.

:: Leia mais: Trabalhadores denunciam risco de fechamento do Museu Afro Brasil por falta de verba ::

“A medida adotada pela Direção do Museu Afro Brasil revela a irresponsabilidade dessa gestão na condução de uma crise dessa proporção, colocando uma grande quantidade de trabalhadores em uma situação de vulnerabilidade material em meio a uma profunda crise sanitária e econômica, sem antes apresentar o esforço de reduzir danos através de outros meios previstos na legislação atual”, posicionam-se.

As demissões, dizem os ex-funcionários, representam não só perdas individuais, mas grande prejuízo à cultura afro-brasileira.

“Essas demissões representam não somente uma investida contra os trabalhadores, como também fragiliza a produção e disseminação do conhecimento que o acervo do Museu Afro Brasil salvaguarda, uma vez que os trabalhadores demitidos desenvolviam, com reconhecido desempenho, atividades de pesquisa, estratégias de difusão, comunicação e ações educativas”, reforçam.

Por fim, os trabalhadores pedem que lideranças do Movimento Negro, artistas, entidades de cultura e toda a sociedade manifestem solidariedade aos trabalhadores demitidos e exijam responsabilidade na gestão do Museu Afro Brasil.

Conte o que você achou disso!

DATE: maio 22, 2020
AUTHOR: admin
Ferramentas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *